quarta-feira, 22 de julho de 2009

Feira do Empreendedor destaca negócios sustentáveis

Primeira feira do circuito nacional 2009 terá abertura oficial nesta quarta (22); capacitações tiveram início na segunda (20)

Marcelo Aráujo
Márcia Gouthier/ASN



Capacitações tiveram início na segunda (20)

AmpliarBrasília - Junto com acessibilidade, responsabilidade social e inclusão digital, gestão ambiental é um dos pilares da Feira do Empreendedor do Distrito Federal, evento que começa nesta quarta-feira (22), às 19h, no Centro de Convenções Ulysses Guimarães, em Brasília. A edição do DF, que prossegue até domingo (26), abre o circuito nacional da Feira do Empreendedor 2009.

Este ano, a Feira completa 15 anos. Com a perspectiva da relação entre negócios e meio ambiente, algumas das oficinas do evento tratam de temas como o aproveitamento de materiais reciclados transformado em oportunidade de negócios. Com foco em quem quer abrir ou ampliar seu negócio, a feira é uma ótima oportunidade para quem quer se capacitar. A programação inclui cerca de 100 palestras, 50 oficinas e rodadas de negócios nacionais e internacionais. A expectativa é receber um público de 20 mil pessoas.

Um dos destaques das séries de oficinas, que começaram na segunda-feira (20), no Centro de Convenções, foi 'Oportunidade de Negócio: Brinquedos de PET', ministrada na terça (21) pelo professor Vonaldo Lopes. Na segunda-feira, ele foi responsável pela oficina 'Oportunidade de Negócio: Bonecas de PET' e, nesta quarta, de 8h às 12h, leva aos alunos o tema 'Oportunidade de Negócio: Acessórios Reciclados'.

Vonaldo conta que seu trabalho é ligado à Cooperativa de Reciclagem 100 Dimensão, localizada no Riacho Fundo II, no Distrito Federal. A 100 Dimensão surgiu há mais de dez anos como opção para um grupo de pessoas desempregadas. Hoje reúne 200 associados.

“Esse é um trabalho muito importante e atualmente há um grande interesse nessa atividade”, conta. O professor, coordenador da 100 Dimensão, acredita que houve um crescimento na consciência ambiental das pessoas nos últimos anos. “Quando comecei a mexer com reciclado chegava a ter vergonha de catar material no lixo. Agora, vou aos shoppings realizar oficinas e aparece uma multidão querendo aprender como se faz brinquedos com PET”, revela.

Os cooperados trabalham com coleta seletiva e venda de lixo e produção de artesanato a partir de materiais como garrafas PET, papelão, plástico, madeira e vidro. Esta matéria-prima é transformada em brinquedos e utensílios domésticos como pufes, bancos e jarras. Representantes da cooperativa também vão a escolas e a outros eventos, não apenas para ensinar a produzir com reciclados mas também para falar de meio ambiente e sustentabilidade.

Nesta terça, Vonaldo ensinou aos participantes da oficina a montar aviões de brinquedo só com as garrafas de refrigerante. O plástico é transformado no corpo da aeronave e as tampas viram as rodas. O único material que não é PET é um pedaço de arame, usado para prender as rodas ao avião. Depois de construídos, os aviõezinhos são pintados com tinta spray.

A artesã Narery Mendonça produz bonecas e diz que se interessou pela reciclagem. Ela quer aprender sobre o assunto para também se tornar uma professora. “Com a reciclagem criamos e evitamos a poluição”, afirma.

Professora que atua com orientação profissional e projetos ambientais, Magnólia Vieira veio à oficina de Vonaldo para aprimorar seus conhecimentos sobre reciclagem. “É uma atividade importante não só do ponto de vista ambiental, como também serve para reunir as famílias em torno da construção dos brinquedos”, elogia Magnólia.

Serviço:
Agência Sebrae de Notícias – (61) 3348-7138 e 2107-9362
www.agenciasebrae.com.br
Sebrae/DF - (61) 3362-1600
Central de Relacionamento Sebrae - 0800-570-0800
Vonaldo Lopes – (61) 9311-0733

Um comentário:

Rosi Braz disse...

Um blog do Sebrai, que dá um pouco de atenção ao artesão é fantastico... muitas artesã não sabem como viver do que fazem ou se comunicar com quem possa ensinar, esse espaço é super legal...
Parabéns
Rosi Braz